pic

Encontro de Fotografia e Cinegrafia de Natureza

17 e 18 de novembro – Teatro de Vila Real

 

A edição de 2018 do Encontro de Fotografia e Cinegrafia de Natureza conta com um leque de reputados especialistas nacionais e internacionais. Esta, pretende assumir-se como um fórum de debate sobre a preservação da vida selvagem do planeta e o papel que os fotógrafos e cinegrafistas de natureza podem desempenhar nesse desígnio conservacionista.

De salientar que as apresentações serão realizadas no período da manhã nos dias 17 e 18 de novembro. Os workshops decorrerão durante a tarde do dia 17 e na manhã do dia 18 de novembro e serão ministrados pelos oradores do Encontro. As inscrições para o Encontro poderão ser efetuadas no formulário abaixo, para os workshops, as inscrições são limitadas e serão realizadas durante o Encontro.


O IMPACTO DO HOMEM NO PLANETA

Daniel Beltrá

Daniel Beltrá documenta, há quase três décadas, o impacto do Homem no planeta. Daniel irá apresentar algumas das suas melhores imagens desta viagem. Ainda que o flagelo da floresta tropical da Amazónia tenha sido um interesse constante desde a sua primeira visita em 2001, a sua missão de contar a história do aquecimento global levou-o também à desflorestação da Indonésia e do Congo, ao degelo dos glaciares na Gronelândia, Islândia e Antártida e à catástrofe do derrame de petróleo no Golfo, em 2010. Todos estes tópicos e locais são peças do puzzle do aquecimento global e das alterações climáticas, um sério desafio que devemos resolver com urgência. O desejo de Daniel é que as histórias que as suas imagens contam dotem o público de um maior apreço pela natureza e da percepção do equilíbrio precário a que o nosso estilo de vida moderno e consumista sujeita o planeta.

IN LOVE WITH THE WILD

Marina Cano

No seu primeiro livro sobre fauna publicado em 2009, Marina Cano fala sobre conservação, tendo como base apenas números e dados pois, até então, ainda não tinha pisado terra africana. Cerca de dez anos mais tarde, trabalhou com organizações que se dedicam à luta pela conservação, visitando as suas instalações e conhecendo, em primeira mão, a problemática com que se deparam e as ações que levam a cabo para a conseguirem. Nestes 10 anos, e apesar dos esforços envidados a nível individual e de alguns governos, a luta continua a ser violenta, as mortes ocorrem de forma ininterrupta e a corrupção provoca uma guerra implacável. Mas, quanto mais complicada é a tarefa, mais pessoas se juntam à batalha, o que dá esperança a todos, os que vivem protegidos do lado da humanidade e os que vivem em permanente situação de vulnerabilidade por razões absolutamente disparatadas. “Um elefante é morto a cada 15 minutos em África. Se não pusermos termo a este massacre, nos próximos anos os elefantes desaparecerão da face da Terra. Este fará parte do vergonhoso legado que deixaremos aos nossos filhos.” O trabalho de Marina Cano consiste na divulgação, em dar a conhecer o que vê e o que conhece, com o leitmotiv de “conhecê-los é amá-los”. Falando a partir do único local possível, que é a partir do coração. Transmitindo toda a paixão que os animais lhe demonstram e mostrando todas as emoções que estes geram. Porque, se as suas fotografias são belas, é porque os animais o são.


FOTOGRAFIA CRIATIVA DE FAUNA SELVAGEM

Mario cea

O objetivo desta apresentação e workshop é ensinar de uma maneira teórica e prática, técnicas fotográficas criativas que podem levar a que as nossas imagens tenham um aspecto diferente, único com grande impacto visual. Mario Cea utiliza muitas dessas técnicas na grande maioria das suas obras. Com a técnica de Alta Velocidade é possível congelar qualquer movimento mesmo que na maioria dos casos escape ao nosso olhar, obtendo imagens de ação muito pouco vistas. A fotografia de múltipla exposição dá-nos infinitas possibilidades para compor quase qualquer imagem diretamente na câmara, sem a necessidade de utilizar nenhum pós-processamento. Com a técnica de duplo foco, podemos alcançar abordagens tanto de primeiro plano como do infinito e tudo numa só imagem original. Mario Cea explicará em que consiste a técnica de troca da lente durante uma longa exposição. Com essa técnica conseguem-se imagens impossíveis num só arquivo original (RAW único).

CAPTURANDO O AZUL

Nuno Sá

As espécies pelágicas que habitam a coluna de água em alto mar são alguns dos temas mais difíceis de trabalhar para um fotógrafo ou videógrafo subaquático. O Azul é habitado pelos maiores animais que alguma vez habitaram o nosso planeta, como a baleia azul ou o cachalote, cardumes de tubarões e jamantas, o maior peixe do mundo ou grupos de golfinhos e orcas a trabalhar em sintonia para se alimentarem de grandes cardumes de pequenos peixes pelágico. Mas o encontro com grandes espécies migratórias é também como encontrar uma gota no Oceano. Para ter sucesso não é só necessário estar no local certo, no meio do Oceano para nos cruzarmos com estas espécies migratórias, que muitas vezes precorrem milhares de quilómetros, é necessário adaptar as técnicas e equipamentos de mergulho específicos para conseguir captar as imagens. Estas contam uma história que tanto se pode passar junto à superfície como a dezenas de metros de profundidade. Desde os primeiros passos da fotografia até à captura de imagens de vídeo para grandes produções Internacionais, o autor conta a sua história através dos encontros com gigantes do alto mar e as dificuldades em conseguir atingir os seus objetivos.

Sessão especial:
Olhares de Vila Real sobre a biodiversidade
com Luís Romba e Nuno Silva

Quem melhor do que os que cá estão para sublinhar a evolução do papel da imagem de natureza na nossa região?! Esta sessão, com Luís Romba e Nuno Silva, pretende dar destaque àqueles que dedicam a sua arte e engenho também à arte da fotografia e promover a partilha de experiências entre autores nacionais e internacionais com o público em geral. É um espaço que evidencia a importância da sensibilização para os valores naturais, através da imagem, na qual temos apostado e cujos frutos vemos refletidos nos trabalhos dos artistas de Vila Real – O Destino da Biodiversidade..

Inscreva-se já no Encontro de
Fotografia e Cinegrafia de Natureza

Calendário do Evento

Dia 17 de novembro Horário
Sessão de Abertura 9:00 – 9:15
Fotógrafos de Vila Real [Luís Romba, Nuno Silva] 9:15 – 10:00
Capturando o Azul [Nuno Sá] 10:00 – 10:30
Intervalo para café 10:30 – 11:00
In Love With The Wild [Marina Cano] 11:00 – 11:30
O Impacto do Homem no Planeta [Daniel Beltrá] 11:30 – 12:00
Dia 18 de novembro Horário
Fotografia Creativa de Fauna Selvagem [Mario Cea] 10:00 – 12:30

 

Reveja alguns momentos das Edições Anteriores